Cuidado com a farinha branca, ela não é sua amiga!

Cuidado com a farinha branca, ela não é sua amiga!

Ela pode parecer relativamente inofensiva, mas, dentro de seu corpo, a farinha branca se comporta da mesma maneira que o açúcar branco, ou seja, ela sobrecarrega o pâncreas e altera os níveis de insulina, de tal maneira que o corpo é levado a armazená-la como gordura.

Conheça os 5 principais malefícios da farinha branca!

1. Desencadeia a obesidade e o diabetes

O processamento da farinha branca remove a parte mais nutritiva do trigo, assim como a maior parte das fibras. O grande problema então é o processamento e não o grão. Por isso, sugerimos a você que evite a farinha branca. Ela é a grande origem da obesidade e induz aos problemas de açúcar no sangue!

Quanto mais alimentos refinados uma pessoa come, mais insulina deve ser produzida no organismo para gerenciá-la. A insulina promove o armazenamento de gordura, abrindo caminho para um rápido ganho de peso e a elevação dos níveis de triglicérides, fatores que podem causar doenças cardíacas.

Com o tempo, o pâncreas fica tão sobrecarregado que a produção de insulina leva a uma parada desencadeando uma possível resistência à insulina ou o diabetes.

Além disso, o açúcar e o consumo de farinha constante coloca em estresse contínuo as glândulas suprarrenais para bombear e equilibrar os hormônios. Isso, em última análise, enfraquece as suprarrenais, o que torna cada vez mais difícil responder como o “sistema de emergência”.

O processamento da farinha branca remove a parte mais nutritiva do trigo, assim como a maior parte da fibra

2. A farinha branca desencadeia problemas digestivos

A farinha branca tem sido chamada de “cola do intestino”. Era comum para a geração mais antiga, misturar a farinha e água para fazer cola. No mundo de hoje, tanta comida é feita a partir desses dois componentes básicos: fast foods, lanches, massas, pães, cereais e muitos outros.

E tudo gira em torno dessa “cola do intestino”, que obstrui o sistema, retarda a digestão e cria um metabolismo lento, que pode frequentemente ser a causa de dores de cabeça, tensão e enxaqueca.

Os distúrbios digestivos geralmente vêm de fezes duras, produzidas pelo consumo de alimentos excessivamente ricos em amido, como a farinha branca. Embora seja verdade que, quando você mastiga os alimentos, algumas propriedades da saliva quebram o amido, uma vez que atingem o estômago, as enzimas são incapazes de quebrá-lo, porque os níveis de pH do estômago são muito baixos.

Por isso, ela se move para o trato intestinal e se transforma em “cola”, pois carece de fibra para continuar seu trânsito digestivo.

3. Pode causar alergia ao trigo

Comer muita farinha branca pode, eventualmente, desencadear uma alergia ao trigo. Primeiro porque a farinha branca vem de uma semente híbrida, cultivada com produtos químicos, despojada de nutrientes e fibras, e estão abundantemente disponíveis em todas as refeições e lanches.

Vamos frisar novamente: comer muito de qualquer alimento de uma só vez, pode, eventualmente, superar a capacidade do corpo de digeri-lo totalmente.

Uma alergia alimentar pode não ser reconhecida instantaneamente, porém podem causar muitos tipos de sintomas, de sinusite à psicose, de asma à artrite, de hiperatividade à depressão, de insônia à narcolepsia, sendo que, geralmente os sintomas não se manifestam imediatamente após sua ingestão. Frequentemente, as reações alérgicas do trigo são muito discretas, quase imperceptíveis.

4. Pode causar inflamação e doença crônica

O consumo excessivo de carboidratos refinados, como o açúcar e a farinha branca, são venenos mortais que têm um efeito inflamatório no corpo. Sem saber disso, uma pessoa consome em média mais de 160 quilos de açúcar e cerca de 200 quilos de farinha branca por ano.

O açúcar e a farinha branca são responsáveis pelo aumento do açúcar no sangue, gerando substâncias químicas pró-inflamatórias. A maioria das pessoas comem esses venenos diariamente na forma de pães, massas, cereais matinais, biscoitos, bolos, refrigerantes e doces.

Muitas das doenças, que nós pensamos ser parte do envelhecimento, são realmente causadas por este motivo. Dependendo do indivíduo, o resultado pode ser artrite, doença do coração, cataratas, perda de memória, pele enrugada ou complicações dos diabetes.

5. A farinha branca é ácida

A acidez é um outro problema. A maioria das pessoas tem uma “dieta ácida”, que é causada pelo excesso de sal, açúcar, farinha branca, laticínios, carnes e refrigerantes.

O processamento da farinha branca remove a parte mais nutritiva do trigo, assim como a maior parte da fibra

Muitos especialistas consideram a acidez uma das principais causas de inflamação crônica, e uma das principais causas de artrite (ácido puro sobre os ossos e as articulações) e outras doenças crônicas.

Se, ao invés disso, você incluir mais frutas e vegetais em sua dieta, especialmente em estado bruto, provavelmente você manterá um equilíbrio alcalino melhor e irá gozar de mais saúde e vitalidade. Por isso, nossa dica é: cuidado com a farinha branca, ela não é sua amiga!