Macarrão instantâneo: De inocente o miojo não tem nada

Macarrão instantâneo: De inocente o miojo não tem nada

O macarrão instantâneo, mais conhecido como “miojo”, é o queridinho quando se pensa numa refeição de preparo rápido. Porém, ele não é tão inocente quanto parece. Afinal, contém muito sódio e gordura, o que é um perigo para a saúde, principalmente para os hipertensos. Nessa matéria você irá saber mais sobre esse alimento tão popular no Brasil.

Por causa da gordura, o macarrão instantâneo acaba apresentando mais calorias do que o macarrão convencional. Isso porque, antes, ele é pré-cozido e passa por um processo de fritura, o que deixa mais rápido seu preparo na casa dos consumidores.

Num estudo recente, uma marca de macarrão instantâneo mostrou ter 16 gramas de gordura num pacote de apenas 85 gramas, o que é um valor muito alto e corresponde a 29% da recomendação de consumo diário.

Outra substância que também está presente em grande quantidade é o glutamato, substância que tem a capacidade de viciar e pode provocar incômodos como dor de cabeça, enxaquecas e náuseas quando consumida em grandes quantidades. Em certas marcas, o glutamato compreende 23% da composição do produto.

Os riscos de se comer macarrão instantâneo regularmente

Se você come macarrão instantâneo regularmente, você deveria saber que um estudo publicado no Journal of Nutrition descobriu que as mulheres que consumiam macarrão instantâneo tiveram um risco significativamente maior de síndrome metabólica do que aquelas que não comiam, independentemente de sua dieta em geral ou exercícios físicos.

O macarrão instantâneo, o famoso miojo, contém muito sódio e gordura, o que é um perigo para a saúde, principalmente para os hipertensos.

As mulheres que comeram macarrão instantâneo mais do que duas vezes por semana eram 68% mais propensas a ter síndrome metabólica – um conjunto de sintomas, tais como obesidade, pressão arterial elevada, elevado níveis de açúcar no sangue em jejum, níveis elevados de triglicérides e baixos níveis de HDL.

Esses sintomas aumentam o risco de desenvolver diabetes e doenças cardiovasculares. Além disso, o macarrão instantâneo contribui muito pouco nutricionalmente para uma dieta saudável.

Quem consome macarrão instantâneo, consome menos nutrientes importantes como proteínas, cálcio, fósforo, ferro, potássio, vitamina A, niacina e vitamina C, porém consome excessivamente mais energia e gorduras “não saudáveis” e excesso de sódio (apenas um pacote pode conter até 2.700 miligramas de sódio).

Ocasionalmente, você até pode comer um pacote de macarrão instantâneo. É claro que isso não irá te matar, porém quando isso se tornar um hábito, é questão de tempo para que os problemas de saúde se desenvolvam.

O macarrão instantâneo é um excelente exemplo dos tipos de alimentos processados que você deve evitar, tanto quanto possível, uma vez que está praticamente certo de que ele irá gerar problemas para sua saúde.

Como sabemos, os alimentos processados incentivam o ganho de peso e as doenças crônicas, pois eles são ricos em açúcar, frutose, carboidratos refinados e ingredientes artificiais, e pobre em nutrientes e fibras. Os alimentos processados são viciantes e são projetados para fazer você comer em excesso, o que o leva ao ganho de peso.

O macarrão instantâneo, o famoso miojo, contém muito sódio e gordura, o que é um perigo para a saúde, principalmente para os hipertensos.

Comer alimentos processados também promove a resistência à insulina e a inflamação crônica, que são características de doenças crônicas e / ou doenças graves.

Por isso, nossa dica é: Quando possível, sempre dê preferência para o consumo de legumes e frutas, carnes, ovos, e outros alimentos integrais.

Você pode até fazer uso dos alimentos processados, porém evite isso ao máximo, abrindo exceções somente quando não tiver alternativas saudáveis em sua dispensa.