Quinoa: Conheça melhor esse “super grão do futuro”

Quinoa: Conheça melhor esse “super grão do futuro”

A quinoa é uma “semente de grão” incrivelmente nutritiva, obtida a partir de uma planta que cresce no planalto da região dos Andes. Os incas acreditavam que a quinoa era como “a mãe de todos os grãos” e, ao comê-la regularmente, você teria uma vida saudável e prolongada. Com isso, a cultura inca, fazia da quinoa a fonte principal de sua alimentação.

A planta que dá origem a quinoa, atinge cerca de 3-6 metros de altura e se prolifera em locais bem drenados, com pH neutro e solo arenoso. No entanto, ela vive bem sob condições ambientais escassas e solos alcalinos.

Ela é cultivada como uma das principais culturas da Bolívia, Peru, Chile e Equador. Em seu habitat natural, a quinoa começa a apresentar flores em julho, e se desenvolve posteriormente em sementes comestíveis no final de agosto até setembro.

Suas sementes, que aparecem como sementes de amaranto, apresentam uma coloração branca, cinza, rosa ao marrom-claro, dependendo do tipo de cultivo. As sementes possuem revestimento exterior, contendo substâncias amargas conhecidas como saponinas, que devem ser removidas antes de se comer.

De fato, a Quinoa encontrou interesse renovado, especialmente entre os cientistas de alimentos, devido à sua característica de auxiliar em condições do crescimento do estresse, característica que vem crescendo significativamente entre as populações atuais.

Além disso, a quinoa é bem equilibrada de proteína, gordura e composição mineral, podendo ser uma resposta para a redução da desnutrição em regiões propensas à fome em todo o mundo.

Os incas acreditavam que a quinoa era como

100 gramas de sementes de quinoa (grãos) fornecem em média 368 calorias. Os grãos são fontes moderadas de energia, e seu conteúdo de calorias pode ser comparado ao dos principais cereais, como trigo, milho, arroz e de legumes, como grão de bico, feijão verde, feijão-caupi (preto).

A quinoa fornece cerca de 14-18 g de proteína a cada 100 g de grãos. Ela é constituída de todos os aminoácidos essenciais para o corpo humano, em excelentes proporções, especialmente em lisina, que é um aminoácido limitado em outros cereais, como trigo, milho, arroz, etc.

A quinoa tem zero glúten

A quinoa é um dos alimentos mais importantes na escala dos “sem glúten”. O glúten é a proteína presente em certos grãos da família das gramíneas que pode causar dor de estômago e diarreia em indivíduos com doença celíaca.

Auxilia na prevenção da constipação e câncer de colo

Os grãos de quinoa são ricos em fonte de fibra dietética solúvel e insolúvel. 100 g dos grãos proporcionam 7 gramas de fibra, ou seja, 18,5% do seu requisito diário. As fibras melhoram a digestão dos alimentos e ajudam a prevenir a constipação, acelerando o seu movimento através do intestino.

Na verdade, o tempo de trânsito gastrointestinal do alimento é grandemente diminuído. A fibra também se liga a toxinas e ajuda na sua excreção do intestino, ajudando a proteger a mucosa do intestino de alguns tipos de câncer, como o câncer de cólon.

Além disso, as fibras dietéticas se ligam a sais biliares (produzidos a partir do colesterol) e diminuem a sua reabsorção no cólon, ajudando a baixar os níveis de colesterol LDL no soro.

A quinoa é uma fonte de vitaminas

Os grãos da quinoa são excelentes fontes de vitaminas do complexo B, vitamina E (α-tocoferol) e ácidos graxos essenciais, como ácido linoléico e ácido linolênico-α. 100 g de seus grãos contêm 184 mg ou 46% dos níveis diariamente exigidos de folatos(B9).

Elas também são excelentes fontes de vitamina A, ácido fólico e antioxidantes, como a luteína, caroteno, cripto-xantina e zea-xantina. No total, estes compostos na verdade funcionam como poderosos antioxidantes, removendo os radicais livres prejudiciais do corpo, nos protegendo do câncer, das infecções, do envelhecimento e das doenças neurológicas degenerativas.

A quinoa é uma fonte de minerais

A quinoa é uma excelente fonte de minerais como o ferro, cobre, cálcio, potássio, manganês e magnésio. O cobre é necessário para a produção de células vermelhas no sangue. O ferro é necessário para a formação dos glóbulos vermelhos do sangue.

O magnésio relaxa os vasos sanguíneos que levam sangue para o cérebro e parece ter efeitos curativos sobre a depressão e a dor de cabeça. O zinco é um co-fator em muitas enzimas que regulam o crescimento e o desenvolvimento, a produção de esperma, a digestão e a síntese de ácido nucleico.

O potássio é um componente importante das células e fluídos corporais e ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. O manganês é usado pelo corpo como um co-fator para produção de enzimas antioxidantes.

Os incas acreditavam que a quinoa era como

A quinoa não é um cereal, mas uma semente, no entanto, tem sido tratada como grão e consumida desde os tempos antigos pelos habitantes andinos nativos como uma das fontes principais de alimentos, juntamente com a batata e o milho.

Ela apresenta todas as características de uma semente e compõe boas proporções de todos os aminoácidos essenciais, gorduras, amido, fibras, minerais e vitaminas. Dessa forma, nossa dica é que você inclua a quinoa em sua alimentação diária e com isso, absorva todos seus excelentes benefícios à saúde.