Rabanetes: O vegetal purificador que limpa seu fígado

Rabanetes: O vegetal purificador que limpa seu fígado

O rabanete é um vegetal que pode ser comido cru (em aperitivo e saladas) ou cozido (geralmente em sopas). Ele é um legume com a pele branca, fina, que contém uma polpa branca. Os rabanetes podem ser brancos, vermelhos, roxos ou pretos, longos, cilíndricos ou ter uma forma redonda.

O óleo obtido a partir das sementes do rabanete também é utilizado na culinária. As outras partes “consumíveis” do rabanete são as folhas, as flores, as vagens e as sementes. Eles são excelentes fontes de vitaminas e minerais, como veremos a seguir.

O rabanete trata a icterícia

O rabanete é muito bom para o fígado e estômago e é um bom desintoxicante, ou seja, ele purifica o nosso sangue. É milagrosamente útil na icterícia, uma vez que ajuda a remover as impurezas do fígado.

Também evita a destruição das células do sangue durante a icterícia, aumentando sua oxigenação. O rabanete preto é o mais preferido na prevenção e no tratamento da icterícia. As suas folhas também são muito úteis no tratamento dessa doença.

O rabanete é rico em fibras

O rabanete é muito rico em fibras, ou seja, carboidratos não digeríveis. Isso facilita a digestão, retém água e melhora a constipação. Ele é um bom desintoxicante, sendo que seu suco também alivia o sistema digestivo e excretor, aliviando as hemorroidas.

Útil nos problemas urinários

Os rabanetes são diuréticos, ou seja, aumentam a produção de urina. O suco de rabanete também cura a inflamação e a sensação de ardor durante a micção. Ele também limpa os rins e inibe as infecções no sistema urinário.

Os rabanetes são excelentes fontes de vitaminas e minerais.

Promove a saciedade

Os rabanetes saciam, ou seja, “enchem” o estômago e satisfazem a fome facilmente, sem aumentar muito as calorias. Como eles são baixos em carboidratos de fácil digestão, ricos em farelo e contêm uma grande quantidade de água, é uma boa opção quando se está fazendo uma dieta.

O rabanete é um anticâncer

Além de ser um bom desintoxicante e uma boa fonte de vitamina C, ácido fólico e antocianinas, os rabanetes ajudam a tratar muitos tipos de câncer, particularmente os de cólon, rins, intestino, estômago e bucais.

Trata os distúrbios da pele

A vitamina C, o fósforo, o zinco e alguns membros da vitamina do complexo B, os quais estão presentes no rabanete, são bons para a pele. A água ajuda a manter a umidade da pele. O rabanete cru esmagado é um agente de limpeza muito bom para a pele e serve como uma máscara de beleza muito eficiente.

Devido às suas propriedades desinfetantes, o rabanete também ajuda a curar doenças de pele, como o ressecamento, as erupções cutâneas e as rachaduras.

Distúrbios renais

Sendo diurético, limpador e desinfetante, o rabanete também ajuda a curar muitas doenças renais. Suas propriedades diuréticas ajudam a retirar as toxinas acumuladas nos rins. Suas propriedades de limpeza ajudam a limpar e diminuir o acúmulo de toxinas no sangue, reduzindo assim sua concentração nos rins.

Já suas propriedades desinfetantes protegem os rins de todas as infecções. Assim, o rabanete é bom para a saúde geral dos rins.

Eficaz contra as picadas de insetos

Os rabanetes tem propriedades anti-pruriginosas e podem ser usados como um tratamento eficaz para picadas de insetos, abelhas, marimbondos e vespas. Seu suco também reduz a dor e o inchaço e acalma a área afetada.

Os rabanetes são excelentes fontes de vitaminas e minerais.

Fígado e da vesícula biliar

O rabanete é especialmente benéfico para as funções do fígado e da vesícula biliar. Ele regula a produção e o fluxo da bile e bilirrubina, ácidos, enzimas e também remove o excesso de bilirrubina no sangue, agindo como um bom desintoxicante. Além disso, ele protege o fígado e vesícula biliar de infecções e úlceras, além de acalmá-los.

Informações adicionais

• O rabanete é um bom aperitivo.
• Laxante, ele regula o metabolismo, melhora a circulação sanguínea, é um bom tratamento para dor de cabeça, acidez, constipação, náusea, obesidade, dor de garganta, tosse, problemas gástricos, pedras da vesícula biliar e dispepsia.