Vinho tinto: A dose diária que te protege de várias doenças

Vinho tinto: A dose diária que te protege de várias doenças

Entre os benefícios à saúde do vinho tinto, podemos destacar que ele tem-se mostrado excelente na prevenção de doenças, desde as cardiovasculares até o câncer. Algumas outras vantagens incluem a prevenção da demência, a luta contra o processo de envelhecimento e o controle da hipertensão.

O vinho tinto pode ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de cálculos biliares e pedras nos rins, desempenhando um papel importante no aumento da resistência do nosso corpo, combatendo alergias e funcionando como um potente antioxidante. Uma dose diária de vinho tinto pode realmente fazer maravilhas para o nosso corpo.

Os benefícios de saúde do vinho tinto têm se distinguido a partir de muitas outras bebidas. Ao contrário de outras bebidas alcoólicas, o vinho tinto não aumenta a contagem de calorias e, de fato, mantém a obesidade longe. O consumo regular de vinho tinto leva a níveis mais baixos de colesterol LDL, que tem um efeito positivo sobre o coração.

Ele fornece uma rica fonte de antioxidantes, que incluem flavonoides e polifenóis, especialmente o resveratrol, que é um elemento ativo na prevenção do câncer. O vinho tinto é comprovadamente uma rica fonte de antioxidantes, uma substância poderosa na prevenção de doenças cardiovasculares. A seguir iremos apresentar alguns dos principais benefícios dessa bebida muito popular no Brasil.

O vinto tinto tem propriedades anticâncer

O vinho tinto é uma fonte rica de um polifenol chamado resveratrol, que atua como um antioxidante. Ele protege as células do corpo de danos e afasta as doenças crônicas. Estes antioxidantes desempenham um papel importante na prevenção de câncer, incluindo o câncer colorretal e o de pulmão.

O vinho tinto é excelente na prevenção de doenças, desde as cardiovasculares até o câncer.

O vinho tinto previne as doenças cardiovasculares

De acordo com as conclusões da revista Nature, o vinho tinto inibe a síntese de endotelina-1, uma proteína responsável por aderir as gorduras nas paredes dos vasos sanguíneos que levam à aterosclerose.

Ele também tem níveis elevados de procianidinas, uma classe de fenóis, que desempenham um papel na oxidação de LDL (mau colesterol), reduzindo o risco de outras doenças cardiovasculares.

Prevenção da demência e do Alzheimer

O resveratrol do vinho também desempenha um papel neuro-protetor, aumentando a degradação das placas que podem causar a doença de Alzheimer. Ele também reduz a degeneração dos neurônios, fato que está relacionado à idade avançada.

Previne o diabetes

O vinho tinto evita complicações causadas pelo aparecimento da diabetes mellitus. Esse processo também reduz o risco de doenças cardiovasculares em pacientes com diabetes do tipo 2.

Aumento da densidade óssea e prevenção da osteoporose

O elevado teor de silício do vinho tinto aumenta a densidade óssea e pode também atuar como um protetor de saúde óssea em mulheres na menopausa, devido aos seus fitoestrogênios. O estrogênio é comumente usado em terapia de reposição hormonal para mulheres na menopausa.

O vinho tinto é excelente na prevenção de doenças, desde as cardiovasculares até o câncer.

Alivia as reações alérgicas

O vinho tinto auxilia no alivio de alergias em algumas pessoas, aumentando a sua resistência aos alérgenios.

O vinho tinto é diurético

Como outras bebidas alcoólicas, o vinho tem propriedades diuréticas e libera as toxinas do corpo durante a micção.

Propriedades cosméticas do vinho tinto

O resveratrol encontrado no vinho reduz a formação de cicatrizes causadas por radiação e é um componente de muitos produtos e aplicações cosméticas.