Pipoca: Grandes quantidades de gordura e sódio

Pipoca: Grandes quantidades de gordura e sódio

Doces ou salgadas? Viciantes e saborosas. As pipocas são perfeitas como acompanhamento ao assistir um filme e disponível em muitos locais, como estações rodoviárias ou de metrô. Podem ser feitas no tacho ou no microondas, suscitam muitas dúvidas sobre seu teor calórico e nem sempre há um consenso sobre se “engordam”, ou não.

Elas são feitas a partir de milho, mas não o comum, a espécie utilizada para a produção das pipocas é diferente, apresentando espigas menores e grãos de diversas cores com formatos igualmente distintos e habitualmente pequenos.

Essa espécie de milho tem a propriedade de estourar quando aquecido. O calor faz estourar a casca externa e o núcleo fica com uma textura maleável devido à gelatinização do amido em sua composição. Dessa forma, os milhos de pipoca são torrados ou fritos. Os fabricantes utilizam um tipo especial de milho, chamado Cuzco, este tipo especifico estoura quando é aquecido.

As pipocas não têm nenhum benefício particular para a saúde. Com apenas 130 calorias por 1/3 de xícara, eles são relativamente baixas em calorias, porém bastante ricas em sódio e gordura.

A pipoca é fonte de gorduras

Devido à forma como eles são processados, o milho da pipoca pode ser considerado como uma grande fonte de gordura. Uma porção de 1/3 de copo vai adicionar 4,5 gramas de gordura para a sua ingestão diária, cerca de 7% de sua necessidade diária.

Os fabricantes de pipoca utilizam um tipo especial de milho, chamado Cuzco, este tipo especifico estoura quando é aquecido.

Desse total, 0,5 gramas são na forma de gorduras saturadas, que são muito mais propensas a elevar os níveis de colesterol, aumentando o risco de doenças cardíacas.

O milho também contém 3,5 gramas de gordura insaturada, que pode ajudar a regular os níveis de colesterol. Algumas marcas não contêm colesterol ou gorduras trans, que são potencialmente prejudiciais à saúde, e que são encontrados em muitos alimentos processados. Portanto, fique atento aos rótulos!

O milho de pipoca é rico em carboidratos

Os milhos de pipoca são ricos em carboidratos, porém pobres em açúcares simples. Muitos salgadinhos produzidos comercialmente são ricos em açúcares, o que torna as pipocas de milho uma alternativa mais saudável.

Uma porção de 1/3 xícara contém apenas 20 gramas de carboidratos, 7% do que seria recomendado se você seguir uma dieta de 2.000 calorias. Esses mesmos salgadinhos, são constituídos por açúcares simples, que podem aumentar seus níveis de glicose no sangue rapidamente, um risco para a saúde dos diabéticos ou pré-diabéticos.

Contém dose moderada de fibras

Se você gostaria de aumentar sua ingestão de fibras, o milho de pipoca pode ajudar um pouco, mas não muito. Uma porção de 1/3 xícara de milho, contém 1 grama de fibra, cerca de 4% de sua ingestão diária recomendada.

Propriedades nutritivas da pipoca

Milhos de pipoca contêm poucos nutrientes fora os carboidratos e gordura.

Os fabricantes utilizam um tipo especial de milho, chamado Cuzco, este tipo especifico estoura quando é aquecido.

Grande quantidade de sódio

Como muitos salgadinhos industrializados, os milhos de pipoca contêm grandes quantidades de sódio.

Uma porção de 1/3 xícara de milho simples vai fornecer 160 miligramas de sódio, cerca de 7% de sua necessidade diária.

Marcas adicionadas de manteiga, muitas vezes contêm mais sódio. Se você apresenta fatores de risco para diabetes e pressão alta, tenha muito cuidado com as altas ingestões de sódio, pois ele prejudica diretamente o sistema cardíaco e renal.

Informações adicionais

• Comparada às frutas, as pipocas não contém praticamente nenhum benefício nutricional. Dessa forma, sempre que possível, faça a opção pelas frutas.
• Já quando comparadas aos salgadinhos tradicionais de milho ou batatas fritas, as pipocas apresentam uma menor quantidade de gorduras.